sexta-feira, 1 de julho de 2011

Idade

"Mas não sou mais tão criança a ponto de saber tudo."
Urbana Legio
"O teu futuro é duvidoso. Eu vejo grana, eu vejo dor. No paraíso perigoso que a palma da tua mão mostrou..."
Cazuza e Frejat
"Recitem poesias e palavras de um rei. Faça por onde que eu te ajudarei"
Cidade Negra

Tenho vinte e nove anos e mais histórias do que gostaria para a idade que tenho. Não, confesso, o problema não é o número de histórias - é sempre melhor ter o que contar -, mas o número de acidentes de percurso que já ocorreram ao longo desses vinte e nove anos de peregrinação. Enfim, caso tudo termine bem e eu realize sessenta por cento do que quero fazer, terei uma história de vida interessante para contar aos netinhos.
Concluída a introdução do post, vamos ao que enteressa: ESTOU COM MEDO! Cheguei a um determinado ponto em minha vida que percebo claramente que se eu continuar do jeito que estou não vou muito longe. Começo a sentir o peso da idade; não que ela pese - o que são vinte nove anos? -, mas já sinto que o tempo está passando. Sinto que daqui em diante cada ano não aproveitado corretamente significará uma perda de décadas. Algumas coisas que eu nunca pensara começaram a rondar meu disputado palco de pensamentos. Hoje, sinto saudades; hoje, arrependo-me de algumas coisas que eu fiz; hoje, sou capaz até mesmo de amar alguma coisa que não seja o "amor da minha vida". Estou com problemas com meu pai; estou louco para sair de casa; tenho que tomar uma decisão quanto a carreira; tenho que isso, aquilo, ad infinitum...
Ao mesmo tempo, minha fé está aumentando. Cara, somos PN neste universo. Querer ter o controle sobre qualquer coisa é TOTALMENTE INÚTIL. A solução é, e sempre será, o famoso "relaxa e goza". Mas existe um problema: para relaxar e gozar é necessário um único requisito: confiar em si. Em que sentido? Confiar que faremos nossa parte, cumpriremos nosso dever e só. Hoje sei, por mais turbulento que este momento possa parecer, que se eu adquirir a habilidade de cumprir com minhas obrigações, conseguirei meu espaço; momentos difíceis sempre existirão, mas a fé nas forças celestiais - desde que façamos nossa parte - pode se tornar de tal forma inabalável que nem um problema possa parecer mais que uma pedra no sapato.

2 comentários:

Juliana. disse...

Leo, tudo na nossa vida não acontece por acaso,

Deus sabe de tudo que você está passando, dúvidas e problemas e tudo tem um por que e seu momento certo!

Você tem sua estrada, seu caminho e em cada situação um motivo!Acredite e siga confiante, você só carrega o que pode e o que você pode resolver!

Fique muito bem!
Ju

Cynthia Lopes disse...

Estou pensando aqui, tenho 51 anos e, como é bom! Não porque tenha adquirido mais ou menos sabedoria, mas porque aprendi a relaxar sim - em Deus! Nada resiste ao simples colo do Senhor, se nos permitirmos nos abardonar a Ele. Às vezes eu acordo sacudida pelo pouco tempo que eu acho que me resta para tantos dos meus sonhos, mas não sou eu quem vive, importa que Ele cresça e eu diminua e me liberte e perceba a Paz que a intimidade com Deus pode nos proporcionar. Será que isso é a maturidade? bjs e fique com Deus