quarta-feira, 5 de dezembro de 2007

EU TE AMO!

"All we need is love"
Beatles

É pra ti mesmo.

4 comentários:

Como Mulher Raivosa disse...

O resto é alegoria.
:)
Eu te amo mais.
(É ótimo que qualquer um pode pagar de amado nessa história de "é pra ti mesmo"... [onomatopéia de gargalhada])

lóri disse...

Às vezes penso que não amo mais ninguém, porque quando sinto vontade de me destruir não tenho medo de machucar ninguém.

A tua idéia sobre ter uma família é muito apropriada. Nenhum laço entre humanos vem com garantia de eternidade, mas o que mais se aproxima disso parece que é mesmo o de sangue. Mesmo apaticamente, as pessoas de uma família juntas; mesmo que por inércia; mesmo que porque.
A gente não foi feito pra ficar sozinho. A natureza é muito contraditória.
Tenho sonhado constantemente com gravidez. Outro dia foi uma dor acordar e ver que o filho que eu tinha no sonho era de mentira. Um bebezinho. De borracha, filho de egoísmos, uma criancinha. Como eu amava aquele bebê.

Ah, bebi demais, desculpa a sessão de auto-análise. Um beijo, um beijo, penso sempre em ti.

lóri disse...

Reli meu comentátio e me ocorreu uma distinção que eu nunca tinha feito: entre natureza e existência. Normalmente chamo tudo de natureza: deus, caráteres, manifestações, condições. Mas quando eu disse "A gente não foi feito pra ficar sozinho. A natureza é muito contraditória." pensei num paradoxo que não existe. A natureza (o "sim" que nos deu à luz) nos fez sociáveis, mas a existência (manifestação, consumação do vivo) contradiz isso (por meios que nós, que sofremos, conhecemos bem).

Então a frase correta seria: a gente não foi feito pra ficar sozinho. A existência é rebelde contra a natureza.

Qual a natureza da crença que te mantém?

lorena disse...

Não te preocupa com responder. Mas dá notícias.

ps: To em Belém.