sexta-feira, 1 de fevereiro de 2008

O Querer

"Queira. Basta ser sincero e desejar profundo. Você será capaz de sacudir o mundo."
Raul Seixas

Assim como é preciso uma força para mover um tijolo, por exemplo, é necessário uma força para mover nosso corpo a conquistar algo. Esta força, que a tudo move, é o querer. O querer é a força universal. Quando movemos uma caixa é preciso uma força para pô-la em movimento e, em seguida, uma força para mantê-la em movimento. Assim é conosco. Se quisermos emagrecer precisamos nos forçar a começar; isto é o mais difícil. Depois é necessário uma força para nos manter exercitando para continuar o plano de emagrecer. No exemplo do tijolo isto é representado pelo atrito estático e dinâmico. Quando queremos emagrecer nos deparamos com atritos que nos impedem de começar a exercitar. Para superar este atrito, esta resistência, temos que utilizar nosso querer, que é a força que nos leva a cumprir um objetivo. A depressão é a ausência de querer; se não queremos, não nos movimentamos. Pq o normal é querer? Pq aparentemente o normal é estar em movimento. Quando queremos vamos de um estado a outro. E a realidade é assim. Tudo está em eterna mudança. Eu ainda tenho uma desconfiança, uma resitência em aceitar que se deve querer por um histórico de depressão; por um excesso de complexo de grandiosidade ainda existente, em vias de extinção, sofro a tentação de achar que não querer tem fundamento só pq adimitir que querer é o certo implica em adimitir que eu estava errado. Mas, também sinto uma necessidade de ter tudo explicado nos mínimos detalhes. Sabe quando algo é tão evidente que fica difícil enxargar? As
vezes me alerto: quantas e quantas coisas existentes estão bem diante de mim e eu não enxergo. No momento o que venho procurar fazer é exercitar meu querer. Venho escolher algumas coisas que quero e dar meu jeito de conseguir.

Um comentário:

lorena disse...

Ainda n�o li o texto... Mais tarde.

N�o te deixei felicita�es no dia do teu anivers�rio porque... sei l� por que. Mas n�o exagero se disser que pensei em ti durante todo o dia primeiro de fevereiro, inclusive durante momentos da noite (e olha que eu sou ego�sta com as minhas noites).

Sempre esperando que estejas bem.