terça-feira, 15 de julho de 2008

Uma visão tradicional e ultrapassada a respeito das mulheres.

As mulheres são tão inteligentes que sabem que o melhor é se fingir de besta. "Permanecer no mistério". Às vezes vejo um homem acompanhado de uma mulher, um casal clássico, e fico com a impressão de que o homem está desconectado do mundo pessoal da mulher. Esta, sempre atenta aos detalhes em sua preocupação excessiva com o outro, demonstra sempre um ar de tensão de quem tem que lidar com vários pensamentos e forças fluindo ao mesmo tempo na cabeça. Uma das vantagens que vejo em ser homem é o fato de não ser uma mulher convivendo com outra mulher. Tenho a impressão que o maior desejo de qualquer mulher é ser única. Penso que o maior obstáculo para o desenvolvimento das mulheres são elas mesmas em sua interação conflituosa. Não há consenso entre as mulheres, estás recorrem aos homens para que as coisas se encaminhem, ao seu homem.

A mulher consegue ser o objeto observado e ao mesmo tempo observar quem está observando. Tenho a impressão que elas adoram isso. Inventam mil estórias pedindo atenção. O homem se sente motivado mas nem desconfia que está sendo analisado minuciosamente. Mas as mulheres são vítimas delas próprias. A máscara acaba colando e elas acabam se tornando um alvo fácil ante àqueles que entendem como o jogo funciona. Eternas sonhadoras, preferem se enganar na busca pelo príncipe encantado que, na maioria das vezes, é um sapo. A busca irracional pelo objetivo é a mais forte das forças. E isso me preocupa. Os homens, tão ávidos pela presa, conseguem criar uma maneira de alcançar o objetivo sem se importar com o sentimento da mulher. Preocupante pelo fato deste mundo estar modelado pela máxima "o fim justifica os meios". Mas isso também gera um sentimento de desprezo por tudo o que foi conquistado. Me consolo procurando acreditar que tudo faz parte de um processo que termina com alguém dizendo: "Eu não disse que assim não dá certo? Agora aguente as consequências". Provalmente uma mulher.

A relação homem-mulher é a imagem da interação entre as forças elementares (ying/yang - bem/mal - tese-antítese e blá-blá-blá) onde a busca é o equilíbrio. Creio que as mulheres tem que procurar se entender com elas mesmas e o homem se entender com a mulher, aprender com ela. Na interação homem-mulher, que é reflexo da interação do próprio homem com a natureza, o homem está devendo e muito, mas não menos que a mulher na interação mulher-mulher . E cá para nós, é maravilhosa a interação homem-mulher quando cada um assume seu devido papel e há o respeito mútuo.

Interessante. Acabou de vir à mente um pensamento: as mulheres se preocupam tanto com as outras mulheres devido ao caráter lascivo do homem. Faz sentido. Se o homem fosse fiel, as mulheres se preocupariam com as outras mulheres tanto quanto hoje? Sempre haverá a disputa entre as solteiras. E há a relação sogra-nora, terrível. É, definitivamente as mulheres tem que se entender entre si.

Um comentário:

l.m. disse...

Parei de tomar remédio. To fodida de abstinência. Quarta vez que por algum motivo paro de tomar e é sempre essa mesma merda. Mas não vou voltar dessa vez. Esses remédios são caminhos sem volta sã e psiquiatras são seres vampíricos. Só preciso de três semanas até passar a abstinência, a insônia e o desespero, depois drogas diárias nunca mais. O problema é a escola e as crianças, aonde tenho de voltar nessa quarta feira. Vou ter que dar um jeito de me manter de pé. São só três semanas. Queria falar mais longamente contigo!!!!! Qual teu msn?