terça-feira, 9 de dezembro de 2008

Vida e Violão

Trato a vida como trato o violão. Há seis anos não saio das notas básicas. Sei uma ou duas músicas. Faço uns sonzinhos, acho bonitinho e não saio do "inho". Preguiça.

3 comentários:

lorena disse...

Eba!!! vais!

Tocar música é prescindível. O melhor é ouvir.

Owner disse...

uahauhauahau
Adorei o paralelo.

Tô com muita preguiça de organizar as discografias pra pôr na Paginateca também. É que eu dou um trato todo bonitinho que dá "muito" trabalho. ueheuehuehu

Tô chegando dia 20. Vou levar meu super novo HD infernal proparoxítono, e tu passas dias na minha casa pra gente ficar ouvindo e copiando. Vou levar os DVDs virgens e tu escolhes o que queres. A discografia do Roberto Carlos tá garantida. Vai pensando em outras coisas, para o caso de eu não ter, providenciar.

Te amo.

lore disse...

Ai ai. Fase de nuvenzinha negra. Fim de ano, término das atividades, isolamento, insônia, remédios. Círculo vicioso. Mas daqui a uma semana tem Belém, ver pessoas queridas, talvez até tu. Viver sem referencial humano é sem dúvida o maior desafio dessa minha fase. Tenho de me manter equilibrada sozinha, como se vivesse numa casa de espelhos. Nossa. Comentários de desabafo como esse são consequência disso, dessa carência... E saudade, afeto, também, claro.

Beijo.