quinta-feira, 5 de março de 2009

Meus pais virtuais

Lorena e Ryzzan. O Ryzzan me dá uns puxões de orelha (necessários) e a Lorena me dá colo. Ora, o pai não entra em atrito com o filho? Da maneira que a mãe com a filha? Vocês dois deixam a minha vida bem mais alegre. Amo vocês. Preciso de vocês.

2 comentários:

lorena disse...

A mãe não entra em atrito com o filho também? Estranho, ultimamente eu tenho sido mesmo cada vez mais uma figura maternal para as pessoas. Coisa que, lá em 2003, quando a gente se conheceu, era impensável, dada a infância em todas as instâncias do meu então ser.

pff...

Por que não vens pro radiohead? Olha, ainda tenho algo do meu já antigo salário de professora, posso te ajudar com grana, ao menos parcialmente! Sem frescuras, pensa nisso. Seria bom pra todos nós!

Bjinho em ti, meu filhinho.

Ah, já to em sampa de novo.

Ryzzan disse...

Que nada. Pais se escondem por trás das mães. As mães se aproximam mais pelo conflito, não pelo colo.

Pais são uns inúteis que fazem uma diferença danada. É complicado. Um dia escrevo sobre isso. :) Mas prefiro ser teu irmão mais velho.

Te amo.