sexta-feira, 10 de julho de 2009

Ciência e Religião

Não existe escapatória: só podemos conhecer algo que nos é dado a perceber. Seja vindo do exterior ou do interior, precisamos dos fatos. A questão da ciência é que ela, cheia de suas dúvidas - mera manha de não aceitar o que mais quer : a verdade- , necessita de uma comprovação dos fatos observados. Um fato religioso, espiritual, é negado pela simples possibilidade de que quem sentiu possa estar mentindo. "Eu me comuniquei telepaticamente", diz um espiritualista. "Você pode estar mentindo. Pois prove!", diz o cientista, que ainda não tem acesso ao interior de quem afirma para poder comprovar o fato. A ciência nega que neste mundo habitaram pessoas de caráter elevado e que só falavam a verdade. Acontece que fenômenos espirituais são também fenômenos naturais. Tudo, matéria e espírito, é uma coisa só: energia. Cabe a técnica evoluir para elaborarmos instrumentos de medição que comprovem isto. Mas resta uma questão: será que um dia poderemos ler o outro? Medir os fatos espirituais - internos - manifestados no outro? Mais especificamente, a relação mente/mundo. Um dia falaremos todos a mesma língua, quando o interior(mente) e o exterior(mundo) se percebam como um só: reflexo e imagem.

3 comentários:

Ryzzan disse...

Não acredito em Deus de novo hoje. Sem revolta alguma, é que eu não estou pra romantismo. =)

Saudades. Te amo.

Lorena disse...

Saudades. Tenho falado em ti.

Jeremias Berdinazi disse...

Hmm.. interessante, mas eu descordei duma parte: "Tudo, matéria e espírito, é uma coisa só: energia." Na minha opinião, acho q um é o combustivel do outro, num periodo na qual o outro precisa de combustivel pra se desenvolver, sem combustivel, ele para por um tempo, até ter de alguma forma, mais combustivel pra continuar sua jornada. Bem, hj em dia, até mesmo a ciência comprova cientificamente que a fé é benéfica, em testes feitos em laboratórios, pessoas com fé, se recuperavam mais rapidamente de enfermidades que outras que diziam nao terem fé. Acredito tb nisso:"Um dia falaremos todos a mesma língua, quando o interior(mente) e o exterior(mundo) se percebam como um só". essa parte apenas...o reflexo é a contraparte. :)
:*