quinta-feira, 3 de setembro de 2009

Os que me agradam

Os que me agradam são aqueles
Que querem tudo tal quem quer nada
Fazem da vitória, deveres
Sabem que não existe chegada

Caminham pela longa estrada
Discretos como pedra que passa
Já que cabem todos na jornada
No outro não vê a ameaça

Evitam barulho ou fumaça
Ante o esperado desafio
Entre ganhar e perder a graça
Está em ver a si mesmo por um fio

E saber até onde vai seu brio
Quão grande é sua capacidade
E nestes faz parte de seu feitio
Ser maior do que julga sua verdade

7 comentários:

lorena disse...

Ai, que preguiça de escrever um comentário técnico. Mas acho que te faria bem um feedback.

Primeiro, o "conteúdo" do poema tá perfeito. (Esse é o tipo de comentário que eu sou capaz de fazer essa noite...) Os que te agradam também são "Os" que me agradam, sem tirar nem pôr, e aposto que são os do Dostoiévski também (nosso melhor amigo).

Agora a parte formal... Bah, eu não quero falar da parte formal. Outra hora.

Nessa noite eu estava a fim de uma presença como tu. Saudades. Saudades da convivência que nunca tivemos, saudades da realização do nosso potencial.

Beleza, beleza, beleza. Tristeza.

Beijos.

lorena disse...

To de novo sozinha no mundo. Eu tava numa espécie de relacionamento ("espécie" porque era um namoro com mais cagada e menos sexo do que deveria - ambos por minha culpa), mas agora já era.

To vazia e com vontade de desabafar, mas não posso porque é capaz dele ler aqui. Não comenta no meu blog nada sobre isso, por favor. Só to desabafando... e nem to conseguindo chorar.

Ryzzan disse...

Poesia é pra mulherzinha.
uahauhauhauahuahua

Te amo.

lorena disse...

Quer voltar à adolescência, Leo?

http://lacittadolente.darkbb.com/

Fórum de RPG de autoria de uns vampiros que achei lá pela USP. To achando bem legal. Tá no começo do jogo ainda, podes entrar se quiseres. É Vampiro. Eu sou uma bruxa ardilosa. :P

Ryzzan disse...

Sabe que eu gostei dessa tua poesia? Nem queria dizer... :P

Saudades. Te amo.

Jeremias Berdinazi disse...

Muito boa... poesia não é só pra mulherzinhas... pra mulherzonas tbm, mas pq não deixar homens com bom senso escrevê-las tbm... o Leone é ótimo.

Fausto Suzuki disse...

Legal, me vi em certas partes, e em outras, me vi longe.