quarta-feira, 11 de fevereiro de 2009

Aviso aos navegantes

Não duvidem de minha capacidade de auto-sacrifício. Não me entendem. Fazer o quê. Já me conformei. Sim, Ryzzan, vou viver, mas não vou fuder. Acredite, valorizo outras coisas. Bater, sim, vou fazer isso no seu devido tempo. Primeiro tenho que adquirir o controle necessário para não nocautear. Exercícios, sim, como preciso. Mas isto já está sendo encaminhado, como tudo, aliás. Me responda: tudo bem com teu HD? Abraços.

Um comentário:

LORENA disse...

HAHAHA! Leone, bora fazer um daqueles pactos de "se nada mais der certo, a gente casa". Ou podemos simplesmente comprar um chalé com quintal, um cachorro e viver como irmãos. Eu te entendo. Sexo faz parte, mas não é tudo nessa vida. O que o Ryzzan tá querendo é te dar uma sacudida, TÁ te mandando parar de "frescura". Não, eu não acho que tu vivas de frescuras. O teu modo de encarar a vida te faz sofrer pra caralho, mas, na boa? Acho que a gente tem, sim, que frequentar certas caverninhas pessoais até encontrar todos os nossos pedaços. Na verdade eu acho que levar a vida a sério, com engajamento filosófico como tu fazes é irresistível, é muito bonito. Mas é foda pra quem gosta de ti ter que ver tu te sacrificares, quando poderias simplesmente viver com o relax mode on.

To escrevendo tudo isso meio chapada de sonífero, do jeito que a gente gosta! rs. Só pra dizer que eu te entendo... Que não dá pra fugir da luz, uma vez tendo-a conhecido mesmo que apenas num sonho... não dá... Mesmo sem saber direito o que se está fazendo, querer essa coisa MAIOR!

UM BEIJO!